Como o projeto fotovoltaico é feito?

Como o projeto fotovoltaico é feito?
Gestão sustentável no agronegócio
26 de junho de 2020
Como o projeto fotovoltaico é feito?
7 benefícios da energia fotovoltaica para indústrias e fábricas
8 de julho de 2020
Exibir tudo

Como o projeto fotovoltaico é feito?

Como o projeto fotovoltaico é feito?

Se você chegou até aqui, provavelmente já entende bem o que é a energia solar fotovoltaica, e provavelmente já tem clareza sobre como a energia solar fotovoltaica funciona. Agora, precisamos considerar alguns fatores sobre a sua execução.

A primeira pergunta é: como o projeto fotovoltaico é feito? A resposta é simples: primeiramente, é necessário contratar uma equipe de profissionais especializada no assunto, que irá estudar o ambiente e avaliar como será feita a instalação.

O projeto fotovoltaico funciona a partir da instalação de placas solares que captam a luz do sol e as convertem para energia elétrica – este processo é conhecido como efeito fotovoltaico. Além de sustentável, essa energia é econômica, pois quando não é consumida, ela é devolvida para a rede elétrica e pode ser usada no mês seguinte.

Ao todo, a execução do projeto fotovoltaico em empresas pode levar até 40 dias. Tudo vai depender do tamanho do projeto e do acesso ao local de instalação.

Quais pontos serão analisados para a execução do projeto?

Quando uma empresa decide implementar o módulo fotovoltaico em seu espaço físico, deve-se entender como é o uso da energia elétrica na empresa, focando no consumo mensal em kWh do negócio. 

Após esse dado ser analisado, é possível fazer o cálculo do dimensionamento dos equipamentos que serão instalados, escolher a frequência, a tensão e a potência requeridas. Tudo isso determina como o projeto fotovoltaico irá trazer o máximo de benefícios. Os seguintes critérios devem ser considerados:

  • Área de cobertura: o local disponível para a instalação dos módulos fotovoltaicos deve ser livre de obstáculos e interferências.
  • Sombreamento: as edificações próximas à empresa podem gerar sombras, à medida que o sol se movimenta. É fundamental estudar essa movimentação antes, para que a instalação do painel seja feita no local com maior incidência de raios solares ao longo do dia.
  • Inclinação: a eficiência dos painéis também está relaciona à inclinação de instalação. Cada situação deve ser analisada para que eles sejam posicionados da melhor maneira possível;
  • Consumo de energia elétrica: este dado é fundamental para o dimensionamento do conjunto. O valor irá determinar o tamanho e os tipos de equipamentos a serem utilizados. Na maioria dos casos, usa-se como base o consumo dos últimos 12 meses.

Quais são os componentes do sistema fotovoltaico?

Na prática, a geração de energia solar se inicia a partir da captação de fótons – ou seja, as ondas de energia da qual é feita a luz emanada pelo sol. As placas irão absorver toda a luz solar possível, para deixar o sistema abastecido e pronto para a distribuição.

Quando absorvida, a energia produzida é levada ao inversor, que é o equipamento responsável pela transformação da corrente contínua para corrente alternada. Os principais componentes são:

  • Placa de energia solar fotovoltaica
  • Inversor
  • DSP (Dispositivo de segurança)

Para podermos entender como funciona cada processo de um painel solar fotovoltaico, separamos em tópicos cada um dos componentes. Conhecendo sobre cada um deles, você terá conhecimento suficiente para vislumbrar como o projeto fotovoltaico poderia ser adaptado na estrutura física da sua empresa.

O módulo fotovoltaico

Um módulo fotovoltaico nada mais é do que a placa solar. Esta ferramenta é composta por conjunto de células fotovoltaicas associadas e encapsuladas, que permitem a entrada de luz e auxilia o resfriamento e a fixação em uma estrutura apropriada. 

O inversor solar

Também conhecido como conversor solar, trata-se de um equipamento que converte a corrente elétrica contínua em corrente elétrica alternada. Em outras palavras, se a energia que chega das placas contém elétrons cujo movimento varia no tempo, a corrente contínua é o fluxo ordenado de elétrons num único sentido.

Na prática, o inversor funciona como um adaptador, que transforma a energia captada em uma corrente adequada para alimentar o sistema fotovoltaico.

Dispositivo de proteção contra surtos (DSP)

É um dispositivo de segurança que protege caso aconteça alguma sobrecarga no funcionamento do inversor. Isso porque é comum em residências, empresas e até nas indústrias, que a corrente passe por uma elevada taxa de variação em um curto período de tempo. Essa onda transitória de tensão pode ser causada por uma descarga atmosférica, uma manobra na rede ou mesmo pelo botão liga/desliga de aparelhos.

Este fenômeno pode degradar componentes dos equipamentos eletrônicos da sua empresa, diminuindo sua vida útil. Para evitar que isso aconteça, o DSP detecta essas variações e direciona a sobrecarga para um aterramento.

Onde o painel fotovoltaico pode ser instalado?

Como o projeto fotovoltaico precisa estar instalado em um local de alta incidência de raios solares, a indicação é sempre voltar o módulo para a linha do Equador (direção norte, na maioria dos estados brasileiros). Recomenda-se uma inclinação mínima de 10 graus, para evitar o acúmulo de água das chuvas.

A área necessária para a instalação vai depender do seu consumo. Quanto maior, maior será a área para instalação do sistema solar fotovoltaico. Em média um painel solar possui aproximadamente 2,0 x 1,0m.

Em empresas, o local ideal costuma ser o telhado, o jardim ou até um espaço vizinho. Para entender mais sobre locais e alternativas inteligentes para a instalação, leia nosso artigo Onde posso instalar os painéis fotovoltaicos?

O que acontece depois da instalação do projeto?

Concluída a instalação dos painéis fotovoltaicos, a distribuidora irá aprovar o projeto e instalar um novo relógio de luz. Com esse controle, caso o sistema produza mais energia que a que a empresa foi capaz de consumir, o excedente se transforma em créditos que podem ser utilizados de acordo com a necessidade do proprietário. 

As vantagens obtidas com a escolha da energia solar fotovoltaica são inúmeras. A primeira delas é a economia de energia, que favorece também a redução de custos (cerca de 95%). Isso se dá porque ela utiliza a energia do sol para a geração de energia elétrica. No blog da GDE solar, disponibilizamos um texto explicando todos os detalhes sobre como fica a conta de luz após a instalação do sistema fotovoltaico.

Além da economia, utilizar a energia fotovoltaica também favorece o meio ambiente, visto que é uma fonte renovável e ecológica. Nosso país possui uma grande taxa de incidência solar, promovendo ainda mais o uso desse equipamento em casas e empresas. No nosso site, também é possível encontrar um artigo que fornece 12 soluções para reduzir a conta de energia da sua empresa.

Outro ponto a se considerar é que os painéis solares são de fácil instalação, dependendo apenas do tempo estabelecido pela empresa e as necessidades de cada ambiente onde o módulo será colocado.

Como o projeto fotovoltaico pode ajudar a minha empresa?

Podemos concluir, que a energia solar é uma fonte de energia renovável e inesgotável, ela ajuda a reduzir a poluição do ar e o aquecimento global. Olhando pelo lado da economia, o capital investido retorna na forma de redução da conta de energia, e o investimento em geração de energia agrega valor ao imóvel do cliente.

Para solicitar a instalação, é importante analisar o ambiente e contar com a ajuda das empresas responsáveis pelo assunto, buscando sempre pensar nos resultados positivos que essa opção pode trazer para seu negócio. 

No nosso site, possuímos uma aba exclusiva para a solicitação de uma simulação do investimento necessário para a instalação de um sistema fotovoltaico na sua empresa. Temos um time de especialistas experientes, que certamente serão capazes de desenvolver o projeto mais adequado para as suas necessidades. Estamos à sua disposição para oferecer um serviço profissional e com garantia de qualidade.